Anjo Querubim

Jorge de Altinho

No Balanço da Rede


Fiz você pra mim, meu brinquedo meu anjo querubim
Meu segredo guardado só pra mim, meu amor mais louco
Até de tanto amar, fiz também algo pra gente ninar
Uma criança pra gente adorar, tudo num sufoco

E você não gosta mais de mim
Vem dizer que eu não sobe dar amor
E achar que a vida é mesmo assim
Cada um leva um barco sofredor
Meu baião, coração,
Arranca essa dor do meu peito, pra eu não chorar
Meu baião, coração,
Arranca essa dor do meu peito, pra eu não chorar

Comprei surruru, camarão, fiz batida de cajú
Dancei rumba e até maracatu, pra te fazer feliz
Fui até Natal, Salvador, Paraíba, Bacabau
Em Belém você quase passou mal, e eu te fiz feliz

E você não gosta mais de mim
Vem dizer que eu não sobe dar amor
E achar que a vida é mesmo assim
Cada um leva um barco sofredor
Meu baião, coração,
Arranca essa dor do meu peito, pra eu não chorar
Meu baião, coração,
Arranca essa dor do meu peito, pra eu não chorar

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jorge de Altinho no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS