Ed. Joelma

Jonnata Doll & Os Garotos Solventes


Não tenho freios no coração
Dizem que os velhos afrouxam as rédeas
Dos cavalos, da emoção
Me diga, estou livre ou não?

Não quero amar o seu amor
E vou voando sobre a calçada
Vendo os mendigos em papelão
E as travestis com muitas mãos

Eu caio pela janela
O velho backdoor man
Do edifício Joelma
Pegando fogo

Não guardo mágoas
Eu só magoo e ofereço a minha confusão
De bar em par, estrela cadente
Até o tempo acabar
Tô no inverno de chinela
Fui maltratado no inferno da baixa Augusta e na Pain
Esperando que tragam na para mim

Eu caio pela janela
O velho backdoor man
Do edifício Joelma
Pegando fogo

Me dê um beijo de dez centavos
Me dê um trago, entregue pro Diabo
Fiquei com aquilo e depois de anos
O encanto não se desfaz

Tá na estrada vendendo pão
Pedindo grana, passagem de avião?
Me conte mais dos teus amores
Do pau torto que trepou na Amazônia!

Do guitarrista de Flamenco
Me conte mais, tu sabe que eu aguento
Fique comigo, deite comigo
Não volte à mata nesta madrugada

Eu caio pela janela
O velho backdoor man
Do edifício Joelma
Pegando fogo

Não tenho freios no coração
Dizem que os velhos afrouxam as rédeas
Dos cavalos, da emoção
Me diga, estou livre ou não?

Não quero amar o seu amor
E vou voando sobre a calçada
Vendo os mendigos em papelão
E as travestis com muitas mãos

Letra enviada por Leandro Lima

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jonnata Doll & Os Garotos Solventes no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS