Mary May & Bobby (tradução)

Joe Purdy


Mary May & Bobby


Foi um belo dia na quinta série

Quando Mary May deixou Bobby acompanha-la de casa para a escola

Ele tinha os livros dela na mão

e ele estava ouvindo cada palavra que ela disse

como se fosse o evangelho das profecias

Ele amava a maneira como o cabelo dela caía sobre seu vestido

Foi pra casa cantando, "Quem escreveu o livro do amor"

e tentou um pouco de ternura


No dia seguinte, no parquinho

Bobby desceu Mary no balanço ajustado atrás da caixa de areia

e ela disse, "Bobby, eu só quero brincar

então o que é isso que você tem a me dizer? "

Ele disse, "Mary, case-se comigo

Poderiámos viver beira mar

como eles fazem no cinema

Oh, case-se comigo, Mary May

antes de você voltar a brincar"


Era o dia da formatura

Eles estavam esperando o avião que levaria Mary para longe

Disse: "Não há mais nada para mim aqui além de você"

Bobby, eu espero que você possa se econtrar

Há tanto que eu gostaria de saber

e eu tenho que fazer isso por conta própria

e eu espero que você possa entender

Bobby, me escreva quando puder


Ele disse: "Tome meu anel de ensino médio

assim de vez em quando você poderá pensar em mim

e há só mais uma coisa antes de sair... "


Ele disse, "Mary, case-se comigo

poderíamos viver beira mar

Oh, como se faz na tela do cinema

Oh, case-se comigo, Mary May

antes de você subir e voar longe. "


Tanto tempo se passou desde aquele dia

e a Mary parou de escrever anos atrás

e Bobby nunca levou a sua musica para a estrada

Acho que ele nunca desistiu da esperança

Agora Mary tem tudo o que ela pensou que poderia ter

Tem um Ph. D. , ela é uma mulher independente e de negócios

Subindo na escada corporativa

Embora isso realmente não parece importar

ela é inacreditavelmente solitária

Então, um dia, ela foi para casa

procurando o único amor que ela já tinha conhecido


Encontrou-o mais uma vez

jogando

Ainda cantando a música sobre aquela pessoa que ele perdeu há muito tempo

Apenas vai mostrar que nunca se sabe


Ela tomou suas mãos nas dela

não era nada que ela tinha planejado e ensaiado

Ela disse, "Bobby, case-se comigo

Poderíamos viver em um prédio com uma vista da janela

Poderíamos locar filmes nos finais de semana

enquanto planejamos nossas férias

Teriamos uma lua de mel à beira mar

Oh Bobby, você quer se casar comigo?

Você vai se casar comigo?

Oh, por favor, case comigo. "


Foi um belo dia na quinta série

Quando Mary May deixou Bobby acompanha-la de casa para a escola

Mary May & Bobby


It was a fine day in the fifth grade

when Mary May let Bobby walk her home from school.

He had her books in hand,

and he was listening to every word she said

like it was the gospel of the prophecies.

And he loved the way her hair fell across her dress.

Went home singing, "Who wrote the book of love"

and try a little tenderness, yeah.


The next day on the playground,

Bobby sat Mary down on the swing set behind the sandbox

and she said, "Bobby I just want to play,

so what is this you have to say?"

He said, "Mary, marry me.

We could live out by the sea

like they do on the movie screen.

Oh, marry me, Mary May,

before you go back to play."


It was graduation day.

They were waiting on a plane to take Mary away.

Said, "There's nothing left for me here but you.

Bobby, I hope that you can find yourself through.

There's so much that I wish to know,

and I have to do this on my own

and I hope that you can understand.

Bobby, write me when you can.


He said, "Take my high school ring,

so time to time now you can think of me

and there's just one more thing before you leave..."


He said, "Mary, marry me

we could live out by the sea

Oh, like they do on the movie screen.

Oh, marry me, Mary May,

before you up and fly away."


There's so much time has passed since that day

and Mary stopped writing years ago

and Bobby never took his music on the road.

Guess he never really gave up hope.

Now Mary she's got everything she thought she wanted

got a Ph.D., she is an independent business woman

climbing up the corporate ladder

though it really don't seem to matter,

she is lonely beyond belief.

So one day she went home

looking for the only love she'd ever known.


She found him once again,

playing a circuit at the Holiday Inn,

still singing the song about the one he lost long ago.

Just goes to show, you never know.


She took his hand in hers

not everything she had planned and rehearsed.

She said, "Bobby, marry me.

We could live in a apartment building with a window view.

We could take in movies on the weekend

while planning our vacation.

Take a honeymoon by the sea.

Oh Bobby, won't you just marry me?

Won't you just marry me?

Oh please, marry me."


It was a fine day in the fifth grade

when Mary May let Bobby walk her home from school...

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS