Página inicial > J > João Vidotti > Verdadeiros Milagres

Verdadeiros Milagres

João Vidotti


Eu enganei a verdade
Quantas vezes procurei na escuridão
Disfarçar meus defeitos, minhas falhas
Atrás de uma grande muralha esconder a questão
o que eu ganho com isso
Polegares positivos em uma linha do tempo
Falso Prestigio, um esconderijo
Falta de coragem de fazer o que é certo
E o mundo precisa
O mundo precisa

E eu não sei você
Mas eu tenho pensando muito nisso
No vazio que a gente espalha o tempo todo
Agindo como um tolo
Compartilhando toda hora
o lixo que encontramos despejado num esgoto
E se eu não quero mais
Quero encontrar algum sentido
Que me traga paz
E se você quer que alguma coisa mude
Abandone a poesia meu caro
Palavras não são atitude
Palavras não são atitude

Mas a mãe que doa um rim pro seu filho
O pai que nunca deixa essa moleque sair do trilho
O orgulho que sede ao perdão
E o pobre que devolve a bolsa com quase um milhão

Varado três noites, salário atrasado
Descanso na recepção
Entrada de um maluco baleado
Mulher desesperada rezando
E o medico segue o plantão

Verdadeiros milagres
Verdadeiros milagres
Verdadeiros milagres

E não importa tua fé, não importa tua crença
Mas o que você abraça, e o que você despensa
E quado todos os caminhos te levaram
para o mal você disse não
Lutou, batalhou, superou, conseguiu
mudou a direção e resistiu
Fazer o certo não é fácil, mas sempre compensa

Como mãe que doa um rim pro seu filho
O pai que nunca deixa essa moleque sair do trilho
O orgulho que sede ao perdão
E o pobre que devolve a bolsa com quase um milhão

Varado três noites, salário atrasado
Descanso na recepção
Entrada de um maluco baleado
Mulher desesperada rezando
E o medico segue o plantão

Verdadeiros milagres
Verdadeiros milagres
Verdadeiros milagres

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a João Vidotti no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS