Vudu

João Penca & Seus Miquinhos Amestrados


Longas, certas noites de luar
É melhor se esconder
Não sair pra rua, não
Até acabar a madrugada
Silenciar o lobo só
Apagar todas as pegadas

Toda... lua cheia lá no céu
E um velho e urbano lobo uivando pr?as paredes
Mas lá fora diversão,
O mundo todo é contramão
Silicone nas esquinas, se passando por menina

Vudu que alguém soprou
E acabou batendo em mim
Vudu que é como o fogo
Me lambendo até o fim

Lobo... viciado em vadio
Que conhece o seu feitiço
Nunca dá patada em falso,
Não se deixa agarrar
Descobriu que também é bela noite sem luar

De dia, tudo faz sentido
Entre os normais passa desapercebido
Desce o sol e ele lá esperando o momento de atacar
Se banhando em néon e uivando de paixão

Blue moon, que está no céu
Vem correndo me embalar
Blue moon, pode acalmar
A alma loba que mora aqui

Vudu que alguém soprou
E acabou batendo em mim
Vudu que é como o fogo
Me lambendo até o fim

Blue moon, que está no céu
Vem correndo me embalar
Blue moon, pode acalmar
A alma loba que mora aqui

Vudu

Compositor: Tony Wilson/ Leandro Verdeal

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a João Penca & Seus Miquinhos Amestrados no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS