Página inicial > Samba > J > João Nogueira > Poeira da Idade

Poeira da Idade

João Nogueira


Volta quando quiseres
A porta está aberta
A casa é a mesma e uma coisa é certa
Como você deixou você vai encontrar
A cadeira de palhinha
Eu não tirei daquele canto que eu achava feio
E só para o seu espanto o nosso guarda-roupa
Eu não mandei pintar
Não mexi no quarto dos seus santos
Nem nos seus retratos
Não toquei na tua roupa nem nos seus sapatos
Isso também vai encontrar como você deixou
Na sala o sofá eo tapete estão do mesmo jeito
E a televisão como aquele defeito
Dá pra ver o futebol ainda nao pifou...

A cortina esta anda um pouco desbotada
E a minha cabeça meio esbranquiçada
É poeira da idade nao tem como limpar
Tenho notado uma ruga bem pequenina no canto da minha boca
Mas em meio a tanta coisa isso é coisa pouca
È um traço que a saudade quis me desenhar

Ando levando os meus dias calmamente
Uma bebidinha ou outra como antigamente
Mas voce sempre soube disso e nunca reclamou...
Volta e vem ver como é grande essa verdade
Diz o dito popular o amor nao tem idade
venha me encontrar do jeito que você deixou

Volta e vem ver como é grande esta verdade...

Compositor: Joao Nogueira

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a João Nogueira no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS