Página inicial > Samba > J > João Nogueira > Mulher Valente É Minha Mãe

Mulher Valente É Minha Mãe

João Nogueira

João Nogueira


Mulher valente é minha mãe.
Olha, aquela velhinha é de amargar.
Levanta às cinco horas da manhã.
E só volta pra cama, quando o dia terminar.

Mulher valente é minha mãe.
Olha, aquela velhinha é de amargar.
Levanta às cinco horas da manhã.
E só volta pra cama, quando o dia terminar.

Dos seus sessenta e dois de existência.
Tem quarenta de sofrência.
Mas não é que se importa.
Ela lava, ela passa e cozinha.

E ainda vê três novelas na televisão.
Minha roupa anda muito certinha.
Com essa velhinha eu não fico na mão.

E me acorda xingando, malandro.
Levanta que é hora de ir trabalhar.
Mas se eu não durmo em casa.
Ela fica acordada e começa a chorar.

Mulher valente é minha mãe.
Olha, aquela velhinha é de amargar.
Levanta às cinco horas da manhã.
E só volta pra cama, quando o dia terminar.

Mulher valente é minha mãe.
Olha, aquela velhinha é de amargar.
Levanta às cinco horas da manhã.
E só volta pra cama, quando o dia terminar.

Dos seus sessenta e dois de existência.
Tem quarenta de sofrência.
Mas não é que se importa.
Ela lava, ela passa e cozinha.
E ainda vê três novelas na televisão.
Minha roupa anda muito certinha.
Com essa velhinha eu não fico na mão.

E me acorda xingando, malandro.
Levanta que é hora de ir trabalhar.
Mas se eu não durmo em casa.
Ela fica acordada e começa a chorar.

Mas se eu não durmo em casa.
Ela fica acordada e começa a chorar.
Mas se eu não durmo em casa.
Ela fica acordada e começa a chorar.
Mas se eu não durmo em casa.
Ela fica acordada e começa a chorar.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a João Nogueira no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS