Página inicial > Romântico > J > João Morgado > Manhã de Outono

Manhã de Outono

João Morgado


Procuro uma ternura inesperada
Que me aperte contra este peito que enfuno
Uma flor sedenta de orvalho na beira da estrada
Meu canto de manhãs de outono

Grito de alegria
Do corpo estendido no relvado
Só o azul é devassado pela ironia
Dum sonho de juventude estagnado

Procuro o fruto das nuvens de poesia
Chamo por ti, meu mono, meu fado
Minha simples filosofia

Qual pássaro, qual navio, qual estrada
Procuro-te nas ruas, na cama, em todo o lado
Quando se sonha a inspiração surge agitada!

Compositor: Santiago Morgado

Letra enviada por João Morgado

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a João Morgado no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS