Última Esperança

João Mineiro e Marciano

Filha de Jesus


Liguei o radio nesta triste madrugada
Ouvi os versos que há tantos anos fiz
Em homenagem a menina mais amada
Que em outros tempos me fizera tão feliz

Fui ao passado e revi tão comovido
A bela história que o nosso amor viveu
Não acredito que ela tenha me esquecido
Teu sentimento é tão grande quanto o meu

Onde andarás alma gêmea de minha alma
Já não mais posso esconder estes meus ais
Todo este tempo que de ti estou ausente
Infelizmente cada vez te quero mais

Sei que tu dizes que eu sou o teu artista
E não mais queres outro alguém em teu viver
E te pertence igualmente esta conquista
Pois como dizes não consigo te esquecer

Busquei conforto no calor de mil amores
No desespero de apagar a tua lembrança
Mas não encontro teu perfume em outras flores
E te encontrar é minha última esperança

Onde andarás alma gêmea de minha alma
Já não mais posso esconder estes meus ais
Todo este tempo que de ti estou ausente
Infelizmente cada vez te quero mais

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Compositor: Goiá/natinho

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a João Mineiro e Marciano no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS