Amigo da Noite

João Ferreira e Ferreirense


A minha vida é um mar de sofrimento
Me dói a alma e o remorso me tortura
Porque relembro com tristeza o meu passado
E vejo a causa dessa minha desventura

Abandonei a minha esposa e meu filhinho
Pelos carinhos de uma falsa mulher
Hoje eu encontro com meu filho já crescido
Passa por mim como um fulano qualquer

Com os amigos eu gastava o meu dinheiro
Trocava o lar pelas noites de orgia
A minha esposa que é pura e sincera
Reclamava pela minha companhia

E o que sempre foi um amigo da noite
A boemia foi a minha perdição
Enquanto eu bebia com as mariposas
Meu lar dormia sem a minha proteção

Analisando esse meu triste passado
Compreendi que não é só casa e comida
O que se prende o coração de uma esposa
E por ela ser amado a toda a vida

Os meus carinhos que mais ela precisava
Eu não dei, ela de mim veio esquecer
Só por castigo hoje ela me despreza
Vivo sofrendo, mas o errado fui eu

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Compositor: João Ferreira e Francisco Antonio do Carmo

Letra enviada por Pedro Paulo Mariano

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a João Ferreira e Ferreirense no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS