Sertanejo Solitário

João Carreiro & Capataz

Lado A / Lado B


( Da vida nunca tive receio
por fim até que veio a tristeza me judiar
fazia por ela tanto gosto
por isso tamanho desgosto que hoje me faz penar
eu era feliz por demais
só que ela foi capaz do nosso rancho abandonar
a minha vida inteira mudou
depois que ela me deixou tá tudo fora de lugar
até a rosa branca murchou
só espinho dela restou
meus olhos não param de chorar
coração soluça magoado
a dor de ser desprezado
como se qual nenhum valor tivesse
eita vida cruel!
o que era doce, virou fel
infelizmente isso acontece
depois desse golpe sem perdão
prosiei com meu coração
não adianta querer bem
e jurei aconteça o que acontecer
nunca mais eu vou querer amar mais ninguém )

No terreiro do meu rancho
Sentado sem companhia
Conversando com a lua
Pois só ela entendia
Como sofre este caboclo
Vivendo aqui sem ninguém
Passando noite sem sono
Sofrendo no abandono
Com saudade de alguém

Enganando a minha mágoa
Disfarçando pensamento
Pego a viola e canto
Disfarço o meu sofrimento
De um sertanejo triste
Vivendo aqui esquecido
Sem ter ninguém para amar
Eu vivo a me perguntar
Mas que vida sem sentido

Qual será o meu pecado
Por que tamanho castigo?
Não sei qual o mal que eu fiz
Mas já tô arrependido
Deus não faz nada em vão
Vou cumprindo meu papel
Pra confortar meu lamento
Penso que após sofrimento
É que se alcança o céu

Contribuição: leandrostz@gmail.com

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a João Carreiro & Capataz no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS