Página inicial > Rap > J > Jêpê > Vidas Piores

Vidas Piores

Jêpê


Raramente me arrependo do que digo
Penso
Faço
Cada um tem a sua importância
Relevância, espaço
Já falhei a quem não devia
Já me desculpei a quem não devia
Confio numa pessoa até ao dia em que não sei
Em quem ela confia
Do que adianta conhecer alguém ao tempo
Se esse alguém muda diariamente
Quando és tudo para quem te ama não acabes
Do que ser menos do que toda a gente

Quando és tudo para quem te ama não acabes
Do que ser menos do que toda a gente

Quem tudo quer tudo perde já dizia
Quem tudo tem hoje em dia
O segredo está na simpatia
Tens de dar para receber na vida

Tens de dar para receber

Ambição é tudo mas bem direccionada
Há quem a tenha mas não saiba usa-la
Há quem tenha voz mas não tenha fala
Há quem tenha corpo mas não tenha alma
Há quem tenha ouvidos mas não quem o chama
Há quem tenha amor mas não quem o ama
Há quem saiba querer mas não saiba ter

Por isso é que aprender faça parte do plano

A maior parte sabe o que sente
Mas hoje em dia foge
A beleza de se rir é a mesma de chorar
Na versão de quem não sofre

A beleza de se rir é a mesma de chorar
Na versão de quem não sofre

Eu já sofri e também me magoei
Porque em terra de invejosos
Quem tem olho mata o rei
Tudo o que tenho foi devido ao que desejei
Porque nunca parei de lutar pelo que sonhei

Tudo tem o seu preço
Não me interessa se é correcto
Eu pago de esforço eu pago de sucesso
Se isso me fizer chegar mais perto

Quem muito faz muito têm, já dizia
Quem sempre trabalhou na vida
O segredo está na ousadia
Não só de quem tem mas quem arrisca
Mas de quem arrisca

Sucesso é tudo mas bem direccionado
Há quem o tenha e fique até inchado
Há quem queira muito sem lutar por algo
Há quem queira o mundo sem valoriza-lo
Há quem tenha a mais e nunca quer da-lo
Há quem seja rico e viva como escravo
Todos temos uma posição
E eu nunca me irei de pôr na de viver obrigado

Sou alguém que não fala não age não manda
Uma estátua que sangra
Um pedinte que implora
Um homem que chora se nada adianta

Esperei que muda-se e se desculpa-se
Se ontem foi dia

Não confio em ninguém
Hoje quem mal me quer antes bem me queria

tá tudo diferente
Conta-me a gente que só sorria
Agora a quem deu uma perna
Em troca de uma mão amiga

Quem confia não vive não morre
Nas mãos de quem abraçou
Dizem que morrer é mau
Há vida piores e ninguém se queixou

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jêpê no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS