Página inicial > Sertanejo > J > Jayne > Asas da Solidão

Asas da Solidão

Jayne


Voei, voei
Nas asas da solidão
Voei, cansei, voei
Pra conhecer outras terras, sofri

Lá, eu não vi o mesmo sol que brilha aqui
Lá a cor da relva é mesmo outra, esqueci
Não importa, não importa
Acorda, teu lugar é aqui

Deixei os meus amores
E outras coisas que aprendi
Cumpri minhas promessas
Dei uma basta, estou aqui

Eu sinto o cheiro verde das matas
Já ouço o murmurar das cascatas

A minha gente é raça
Tem a graça de viver
Correr no céu aberto
Livremente até morrer

Sentir o gosto da terra em que vivo
Cantando, cantando, cantando


Lá, eu não vi o mesmo sol que brilha aqui
Lá a cor da relva é mesmo outra, esqueci
Não importa, não importa
Acorda, teu lugar é aqui

Deixei os meus amores
E outras coisas que aprendi
Cumpri minhas promessas
Dei uma basta, estou aqui

Eu sinto o cheiro verde das matas
Já ouço o murmurar das cascatas

A minha gente é raça
Tem a graça de viver
Correr no céu aberto
Livremente até morrer

Sentir o gosto da terra em que vivo
Cantando, cantando, cantando
Cantando, cantando, cantando
Cantando, cantando, cantando

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jayne no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS