Jão
Página inicial > J > Jão > Tempos De Glória

Tempos De Glória

Jão

Pirata


Um novo dia clareia com cavalos na praia
Eu sinto o vento selvagem na minha cama de areia
Os Deuses à toa, nos propõem um dilema
Regar a tua flor pode acabar na fogueira

Amar teu igual, o corpo te queima
O prata da pele, a pele incendeia
Teu olho molhado na sexta-feira
Alivia teu peito, já é de manhã

Nós corremos nossa vida inteira
Agora já podemos descansar
Deita e o vento te leva
Pra onde você deve estar
Tempos de glória

Fomos reis e rainhas, sem trono ou altar
Tua língua e tua boca me sujam sem desculpar
Minhas mães me criaram pra um mundo bonito
Me mataram ontem, mas nunca me senti tão vivo

Nós corremos nossa vida inteira
Agora já podemos descansar
Deita e o vento te leva
Pra onde você deve estar
Tempos de glória

Deve ser você aqui
Deve ser a gente ali no mundo novo
Deve ser você aqui
Talvez, talvez

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jão no Vagalume.FM
ESTAÇÕES