Página inicial > J > Jane Lane > Tango e Prosa

Tango e Prosa

Jane Lane


Todo dia no vermelho
a fome vai consumindo
por dentro do peito
Tomando decisões
que não nos deixam seguir

Todo dia no vermelho
a fome vai consumindo
por dentro do peito
Tomando decisões
que não nos deixam seguir
Não me deixe partir

Querendo nas instâncias
do âmago e da ânsia
Até cartão de embarque
eu comprei

Pago minha língua
Banco o que me fez ferida
me derreto e esmoeço pelo
o que me tornei

Levando essa valsa
replicando tango em prosa
Sem prumo, sem rumo
Sempre o mesmo devir

Todo dia no vermelho
a fome vai consumindo
por dentro do peito
Tomando decisões
que não nos deixam seguir
Não me deixe partir

Levando essa valsa
Decifrando tango e prosa
Sem prumo, sem rumo
Sempre o mesmo devir

Todo dia no vermelho
a fome vai consumindo
por dentro do peito
Tomando decisões
que não nos deixam seguir
Não me deixe partir (Não me deixe partir) x4

Compositor: Ailyn Pantaleão

Letra enviada por Ailyn Pantaleão

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jane Lane no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS