Trapos

Jan Santoro


Vou apresentar pra vocês, a história clichê de um velho novo amor
De muita música e muito rebolado
Cabelos desenhados, olhares penteados e duas coxas grossas, que sempre foram gentis
A sua moda, um blues em bossa nova, o segredo pro meu secreto arrepio
Me conte você, eu quero tudo que for seu, talvez de volta o que é meu o que eu quero
É só um pouco mais de mim
E mais um pouquinho

Um mistério sem batom, striptease de emoção, dançando só, com os sentidos
Fazendo aposta em amor bandido, desabotoa as suas pernas, e me incrimina as suas mordidas
Me desvestiu tuas ideias, me provocou sem estar vestida
Suas palavras, não escondem a sua beleza, o seu rosto é o mais bonito daqui
Eu quero tudo que for seu, talvez de volta o que é meu o que eu quero é só um pouco mais

Pra que esses trapos se você se veste em mim
Eu quero te beijar até que a saliva tenha gosto de outras coisas
Te amei me amando e amei de amar assim
Ontem dormi de roupa molhada, hoje acordei doente

Compositor: Jan Santoro e Daniel Leon

Letra enviada por Todas Erradas

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jan Santoro no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS