Página inicial > Sertanejo > J > Jairinho Delgado > É Difícil Competir

É Difícil Competir

Jairinho Delgado


Tem um cara que é uma barra
Um prego na minha bota
E o fusca me atrapalha
O sujeito é muito chato quando chega na balada
Chega botando pressão

Ele tem dinheiro a rodo
Anda sempre "numa" beca
Paga banca, bota panca
Pensa que eu tenho inveja
Ele pode ser o cara
Mas eu toco violão

Ele não sabe o que é uma flor
Não entende de amor
Não sabe o que é fazer alguém sorrir
Ele não sabe o que é amar
Não sabe namorar
Mesmo assim é difícil competir

é difícil competir
Ele tem carro importado
Ele é fazendeiro
Ele tem moral
Ele tem muito dinheiro
E eu só tenho um violão e uma canção de amor

É difícil competir
Ele é popular
E eu sou o patinho feio
Ele é o dono da balada
E eu sou só mais um no meio
É que eu sou apenas
O cantor
Eu sou apenas o cantor

Mesmo assim eu tô feliz
Violeiro tem valor
Sensibilidade, sentimento na garganta
Quando o violeiro canta
Ela sente que é amor

Ele pode ser o cara
Mas eu toco violão

Ele não sabe o que é uma flor
Não entende de amor
Não sabe o que é fazer alguém sorrir
Ele não sabe o que é amar
Não sabe namorar
Mesmo assim é difícil competir

É difícil competir
Ele tem carro importado
Ele é fazendeiro
Ele tem moral
Ele tem muito dinheiro
E eu só tenho um violão e uma canção de amor

É difícil competir
Ele é popular
E eu sou o patinho feio
Ele é o dono da balada
E eu sou só mais um no meio
É que eu sou apenas
O cantor
Eu sou apenas o cantor

Mesmo assim eu tô feliz
Violeiro tem valor
Sensibilidade, sentimento na garganta
Quando o violeiro canta
Ela sente que é amor
Ela sente que é amor
Ela sente que é amor
Ela sente que é amoooooooor


By: Roberlei

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jairinho Delgado no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS