Página inicial > J > Jadna e Marlucy > Não Abro Mão de Ti

Não Abro Mão de Ti

Jadna e Marlucy


Filho, já faz tanto tempo que você está
Neste sofrimento que explode em seu peito
Sufocando a alma e matando o desejo de vencer
Você tenta se esconder

Se levante, pois a minha unção está sobre você
eu paro o mar e o vento pra lhe proteger
Detenho o sol e a lua, não tens que temer
O meu braço é a sua ponte pode prosseguir
Nem a força do fogo vai lhe destruir
A boca dos leões eu fecho por você

Estou na sua vida, pode acreditar
Sempre fui seu abrigo ao lhe ver chorar
Nas horas mais difíceis eu te carreguei
Lá no vale da morte não te abandonei
Eu sou o seu remédio na hora da dor
Eu sou o seu amigo, sou seu criador
Por alto preço, filho sim eu te comprei
Por te amar meu sangue um dia derramei

Não, não abro mão de ti tu és o meu ungido
Bem mais que qualquer um você é escolhido
Levante a cabeça e veja o meu agir
Eu abro qualquer porta, filho pra você seguir

Não, não pare, não desista, eu estou aqui
Eu cumpro em sua vida o que lhe prometi
Na força do meu nome você já venceu
Sou Jesus Teu Senhor, sou o Teu Deus

Compositor: Roberto Carlos Leite

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jadna e Marlucy no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS