Paschendale (tradução)

Iron Maiden

From Fear to Eternity: The Best of 1990-2010


Paschendale


Em um terreno estrangeiro ele está

Um soldado solitário que desconhece seu túmulo

Em suas palavras agonizantes ele reza

Contem ao mundo sobre Paschendale


Alivie tudo por que ele passou

Uma última comunhão da alma

Ele enferrujou suas balas com suas lágrimas

Deixe-me contar sobre seus anos


Abaixado em uma trincheira cheia de sangue

Matar até ser morto

Em meu rosto eu sinto a chuva

Nunca verei meus amigos novamente


Sob a fumaça, lama e chumbo

Sinto o cheiro da morte e a sensação de receio

Logo a hora de passar pelo muro virá

Uma rajada rápida espera por todos nós no fim


Assobios, gritos e mais rajadas de fogo

Corpos sem vida pendurados em arame farpado

O campo de batalha nada mais é que uma tumba sangrenta

Logo irei me reunir aos meus amigos mortos


Muitos soldados tinham apenas dezoito anos

Afogados na lama, chega de lágrimas

Certamente numa guerra ninguém vence

A hora da matança está prestes a começar


De casa, estou longe

Da guerra, uma chance de viver novamente

De casa, estou longe

Mas na guerra, sem chance de viver novamente


Os corpos nossos e de nossos inimigos

Um mar de morte que inundou

Na terra de homem algum, só Deus sabe

Para as mandíbulas da morte nós vamos


Crucificados como numa cruz

As tropas aliadas lamentam suas perdas

Máquina Alemã de propaganda de guerra

Como esta nós nunca tínhamos visto


Juro que ouvi os anjos chorarem

Rezo a Deus que mais ninguém morra

Assim as pessoas saberão a verdade

Contem a lenda de Paschendale


A crueldade tem um coração humano

E cada pessoa tem sua parte nisso

O terror das pessoas que matamos

O coração humano ainda está sedento


Defendo minha posição pela última vez

Minha arma está preparada enquanto me ponho na linha

Nervoso eu espero o assobio soar

Uma investida de sangue e em frente nós vamos


Sangue cai como chuva

Seu manto vermelho se revela novamente

O som das armas não pode esconder a vergonha deles

E assim nós morremos em Paschendale


Desviando das minas e dos arames farpados

Correndo direto ao fogo dos canhões

Correndo às cegas enquanto prendo a respiração

Faço uma prece, sinfonia da morte


Enquanto atacamos as linhas inimigas

Acontece uma explosão e nós tombamos

Eu exalo um grito mas ninguém o ouve

Sinto o sangue descer minha garganta


De casa, estou longe

Da guerra, uma chance de viver novamente

De casa, estou longe

Mas na guerra, sem chance de viver novamente


Vejam meu espírito sob o vento

Bem além das linhas inimigas

Amigos e inimigos se encontrarão novamente

Todos aqueles que morreram em Paschendale


*a letra fala sobre o incidente de Paschendale que

ocorreu na I Guerra Mundial envolvendo soldados

ingleses contra os alemães.


Paschendale


In a foreign field he lay

Lonely soldier unkown grave

On his dying words he prays

Tell the world of Paschendale


Relief all that he's been through

Last communioun of his soul

Rust your bullets with his tears

Let me tell you 'bout his years


Laying low in a blood filled trench

Kill until my very own death

On my face I can feel the falling rain

Never see my friends again


In the smoke in the mud and lead

Smell the fear and the feeling of dread

Soon be time to go over the wall

Rapid fire and the end of us all


Whistles, shouts and more gun fire

Lifeless bodies hang on barbed wire

Battlefield nothing but a bloody tomb

Be reunited with my dead friends soon


Many soldiers eighteen years

Drown in mud no more tears

Surely a war no-one can win

Killing time about to begin


Home, far away

From the war, a chance to live again

Home, far away

But the war, no chance to live again


The bodies of ours and our foes

The sea of death it overflows

In no man's land god only knows

Into jaws of death we go


Crucified as if on a cross

Allied troops they mourn their loss

German war propaganda machine

Such before has never been seen


Swear I heard the angels cry

God demand no more may die

So that people know the truth

Tell the tale of Paschendale


Cruelty has a human heart

Every man does play his part

Terror of the men we kill

The human heart is hungry still


I stand my ground for the very last time

Gun is ready as I stand in line

Nervous wait for the whistle to blow

Rush of blood and over we go


Blood is falling like the rain

It's crimson cloak unveils again

The sound of guns can't hide their shame

And so we die on Paschendale


Dodging shrapnel and barbed wire

Running straight at the cannon fire

Running blind as I hold my breath

Say a prayer symphony of death


As we charge the enemy lines

A burst of fire and we go down

I choke a cry but no-one hears

Fell the blood go down my throat


Home, far away

From the war, a chance to live again

Home, far away

But the war, no chance to live again


Home, far away

From the war, a chance to live again

Home, far away

But the war, no chance to live again


See my spirit on the wind

Across the lines beyond the hill

Friend and foe will meet again

Those who died at Paschendale

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS