• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY

    Encontrou algum erro na letra ou tradução? Colabore com a gente clicando nas frases abaixo ou enviando uma correção completa »
    The Harrowing Years
    This I have learnt
    World forces all of us down
    The fleeing years bend our backs
    Love but smears our hearts

    Here I now lie still like a broken bow
    Soul sullen and rigid with the will to die
    Sighing after the days long since gone
    Cursing every step on this ill-fated trail

    "In vain I try to forget - In vain I try to forgive
    Black bird from evening sky - raven from heaths of night
    Come and take my cares - carry away the grief
    Bereave me of my woes - rend off these earthly throes
    Fly them to deepest lakes - to the starlit shores"

    This I have learnt
    Even the sweetest wine turns to sour
    We work our fingers to the bone
    All our efforts of no avail

    Here we all are but troubled guests
    On darkling earth
    Lost echoes that pine away
    Into the dusk
    Nothing more than the wind to rely on
    Nothing more than the death
    to comfort us in the end

    This I have heard
    All ends in serene sleep
    All these sorrows are washed away
    As we lapse into the night

    But I know it's a lie
    Os anos horrorosos
    Isso eu aprendi
    Mundo obriga todos nós
    Os anos fogem dobrar nossas costas
    amor, mas manchas de nossos corações

    Aqui eu agora mentir ainda como um arco quebrado
    alma sombria e rígida com a vontade de morrer
    Suspirando, depois dos dias há muito tempo desaparecido
    Xingando cada passo nesta trilha malfadada

    "Em vão tento esquecer -. Em vão tento perdoa
    Pássaro preto do céu noturno -. Corvo de charnecas da noit
    Venha tomar meus cuidados -. Levar embora a do
    privando-me de minhas aflições - rasgar off. esses espasmos terrestre
    levá-los aos lagos mais profundos - às margens estreladas "

    Isso eu aprendi
    Até mesmo o vinho mais doce fica a azedar
    Trabalhamos nossos dedos até o osso
    Todos os nossos esforços sem sucesso

    Aqui todos nós somos, mas os clientes problemáticos
    Na terra sombrio
    perdidos ecos que definhar
    Para o anoitecer
    Nada mais do que o vento para confiar
    Nada mais do que a morte
    para nos confortar no final

    Isso eu ouvi
    Todas as extremidades em sono sereno
    Todas essas dores são lavados
    medida que cair na noite

    Mas eu sei que é uma mentira


    Aviso

    Esta tradução ainda não está completamente revisada pelos fãs e equipe do Vagalume. Colabore conosco enviando uma correção completa »


    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Insomnium

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.