Insomnium


Em The Groves Of Death


Na noite de um dia cinzento, um dia sombrio

eu desviou no silêncio escuro das árvores

sagrados onde as faias sussurro de quem foi, quem foi

Onde a terra sagrada ainda esconde todos aqueles que amou uma vez


"O pai, ouvir estas palavras, o seu filho não é feita para este mundo

fracos de coração e careworn, para esta vida vil fui arremessado

Na mata os demônios suspiro, eu juro que ouvi o demons

relinchar Na praia eu espiar o vazio terrível sob as marés "


mal arranjado com esta vida, esses cuidados

Cada momento que eu estou esperando o pior para vir a minha maneira

baga escuro desde o ventre de minha mãe, uma frágil um

eu estava espantes diante do meu nascimento, desnorteado desde o início


melhor seria ficar nos tons

No emaranhado de mortos, nos bosques de morte

Aqui eu iria mentir para o fim dos dias


"Ouçam-me agora, meu filho infeliz

Avisar longe todo seu medos

Faça bom uso dos seus breves dias

A vida pode ser cruel, mas a morte é mais austera

por si mesmo, você se sentar e esperar

por si mesmo, você terá tempo para se arrepender "


"Nessas salas humildes

Sem lua vai viga, sem sol vai brilhar

Nessas salas estreitas

Sem lágrimas são vistas, não ouvidas risadas "


No alvorecer de um dia tranquilo

eu passeava da floresta, voltou ao

lar e com a mente descansada eu vagava

As margens sombrias, as florestas darkling

cumprimentam todos os dias que se sucedem

Levando a vida como ela vem

In The Groves Of Death


In the evening of a grey day, a bleak day

I strayed into the dim silence of the hallowed trees

Where the fir-trees whisper of those been, those gone

Where the sacred earth still hides all those we once loved


“O father, hear these words, your son is not made for this world

Faint-hearted and careworn, into this vile life I was hurled

In the woods the fiends sigh, I swear I heard the demons neigh

On the seashore I espy the dreadful void under the tides”


Ill-assorted with this life, these cares

Each moment I am waiting for the worst to come my way

Dark berry from my mother’s womb; a frail one

I was affrighted at my birth, bewildered from the start


Better it would be to stay in the shades

In the thicket of the dead, in the groves of death

Here I would lie to the end of the days


“Hear me now, my hapless son

Warn away all yours fears

Make good use of your brief days

Life may be grim but death is more austere

By yourself you sit and wait

By yourself you will have time to repent”


“In these lowly halls

No moon will beam, no sun will shine

In these narrow rooms

No tears are seen, no laughter heard”


At the dawn of a quiet day

I strolled from the woods, returned to the hearth

And with a restful mind I roamed

The dreary shores, the darkling wilds

Greeting all the days that befall

Taking life as it comes

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS