• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    No seio dolente das idas idades
    Em meio ao silêncio, fiquei a sorrir...
    A Deusa de outrora só tinha saudades,
    Chorando o passado, esperando o porvir!

    (Estribilho)
    Entre os coros das litanias
    Que vêm do céu, na asa do luar,
    Vivo de mortas alegrias,
    Sempre a sonhar, sempre a sonhar!

    Quem é que me vem perturbar o meu sono
    De bela princesa no bosque a dormir?
    Que há muito caiu sobre o solo o meu trono,
    Que era emperolado de perlas de Ofir!

    De estrelas o céu sobre mim recama;
    Há luz no zênite e clarões no nadir...
    O campo auriverde da nossa auriflama,
    É todo esperança: esperei o porvir!

    Agora bem sinto, no peito, áureos brilhos;
    De novo me voltam as perlas de Ofir...
    Aos doces afagos da voz dos meus filhos,
    Mais belas que outrora, eu irei ressurgir!

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Hinos

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.