1997

Hateen

Procedimentos de EmergĂȘncia


Mil novecentos e noventa e sete, novembro ainda me lembro
Era fim de ano, eu nĂŁo tinha nada e vocĂȘ um novo emprego
Foi quando tudo aconteceu
A vida era difĂ­cil, mas juntos tudo estava bem
Algumas brigas, claro, mas isso é tão normal quando se quer alguém
Como eu quis vocĂȘ
Eu quis matar todos seus amigos, falsos e fingidos, que sorriam ao me ver
E encontrava companhia, num copo de bebida, um cigarro ou outra droga qualquer
JĂĄ que eu nĂŁo tinha mais vocĂȘ
Reaprender o caminho pra casa nĂŁo foi algo tĂŁo simples
Nos primeiros dias eu me perdia nos meus passos sem vocĂȘ
Eu mal sabia o que fazer
De vez em quando a gente se encontrava nas escadas
Eu tentava dizer algo e vocĂȘ sempre dava risada
Tudo vai acabar bem
Quase 10 anos depois, eu consigo entender
Que eu tinha que continuar, fosse com ou sem vocĂȘ
Nem sei como cheguei aqui, mas saiba que estou feliz
A sua falta quase me matou, hoje eu tenho tudo o que eu sempre quis
Mil novecentos e noventa e sete, ainda me lembro de tudo o que eu quero esquecer.



(fonte: site oficial)

Compositor: Rodrigo Koala

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂșsica

Ouça estaçÔes relacionadas a Hateen no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS