Vem

Hangar XVIII


Em meu caminho, eu não sigo sozinho

Pois te procuro na memória

E você vem



O meu destino, eu que faço de mansinho

E te trago da história

E você vem



Não adianta se enganar

E nem saber com quem você está



Por isso vem clarear meu coração

Mas não me diga não

Vem me tirar da solidão

Não quero ficar em vão (2 vezes)



Toda virtude que eu tenho nessa vida

Se resume em te esperar

Em te vigiar



Seu que é difícil

Mas eu sou um jogador

E quero ganhar, te reconquistar



Se ainda toco em você,

Não vale a pena tudo se perder



Por isso vem clarear meu coração

Mas não me diga não

Vem me tirar da solidão

Não quero ficar em vão (2 vezes)

Compositor: Douglas Carneiro

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Hangar XVIII no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS