Não Sei

Hangar XVIII


Afogado em seus cabelos

E nas suas curvas me perco

Eu já não sei qual meu destino

Sei que parece um pesadelo

Eu a vejo e não a tenho

Mas não perco essa minha esperança.



Meus olhos não te enxergam mais

Uma miragem num deserto meu sem paz, por isso



Não sei, não sei

Não sei, aonde vou parar

Não sei, não sei

Não sei, aonde te encontrar

Não sei, não sei

Não sei, aonde vou parar

Não sei, não sei.



Afogado em seus cabelos

E nas suas curvas me perco

Eu já não sei viver sozinho

Sei que parece um pesadelo

Eu a vejo e não a tenho

Mas não perco toda minha esperança.

Compositor: Douglas Carneiro / Oscar Marinero / Hermes Adriano Drechsel / Everson Martins

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Hangar XVIII no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS