Baby Blues

Hangar XVIII

Original


E se eu vociferar que eu te amo assim

Baby é de cara e coração

Prostrado aos teus pés em obvia confissão

Sem você eu não vejo razão.



Quando você se foi trocando os papéis

Acusando os bluseiros de infiéis

Me dizendo não em toda a ilusão

Me deixando sozinho na escuridão.



Posso imitar o homem de Menphis

“Love me tender”, Muddy ou soul

Talvez eu fuja, me exile ou me ache

Do seu contágio não há quem escape



Vou cantar pra você à hora do trem passar

E você vai sofrer se pra mim não voltar

Vai juntar os meus cacos, vai pegar minha mão

Vai dizer que me ama, vai pedir meu perdão.



Vou cantar pra você à hora do trem passar

E você vai sofrer se pra mim não voltar

Vai juntar os meus cacos, vai pegar minha mão

Vai dizer que me ama...

Compositor: Isaac Soares De Souza / Douglas Carneiro / Hermes Adriano Drechsel / Oscar Marinero

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Hangar XVIII no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS