Página inicial > Rap > H > Haikaiss > Mais do Que Ontem

Mais do Que Ontem

Haikaiss

Fotografia de um Instante


Já é normal eu escutar vozes
Anjo da guarda eu vou tirar suas doses
Esse remédio não resolve mais
Nos momentos que era "preu" ter paz
Eu tenho que apaziguar as treta que tu se envolve
A solidão me traz o luto, insultos e surtos
A lembrança dos amigos que se foram, mas tudo em vultos
Confesso, que às vezes peço um pouco de concentração

Mas eu vou pedir pra quem?
Se tudo é fruto da minha imaginação pouco são
Eu quero é mais
Ontem eu queria tá em cima do palco
Hoje eu tô no game
Amanhã em cima da falcon
Fuck you pay me, eu quero mais, quero muito
E se você não quer, tá mentindo
Insatisfação por ser humano é intuito
Eu friso, insatisfação pro ser humano é intuito
Eu queria poder voltar, pra poder falar
Eles não estão mais ali, me faltam palavras

Se bem me lembro eu sempre quero mais do que ontem
Cada amigo que ficou pra trás, me escute!
Mesmo sozinho, a nossa vida traz
Lembrança desses moleque, nunca é demais!
E a gente pode se ver
A gente pode se ver
Minha face no espelho resume o tom
Bom trago, no clap, no boom vago
Pensando no trauma, estrago

O inimigo não exita em me ver o pó
É o cão, é o mau, é o "ó"
Mas eu sei, é pró em destruir o que faço
Parceiro eu vou
Tira essa merda de perto de mim, perto de mim
Um novo amigo me induzindo ao fim
Fim de papo
Não pense que é certeza, nenhuma moleza
Não é fácil dizer tira essa merda de perto de mim
Estica o da amizade, desculpa, necessidade
A vá, não vai dizer que não ficou afim
Seu mau foi instigar o super homem do baile

Agora é o mesmo que a desunião do leão e da carne
Filha da puta, minha culpa é saber que não é tua culpa
Me insulta a medida da carapuça
Me insulta saber que essa carapuça serviu no tonto
Pois rosas são inofensivas até certo ponto
Se liga nos fatos, veja meus passos
Veja o retrato que se faz aqui comigo apertado
Porque ainda é tão pouco espaço
Se é homem ou mulher, quem quiser
Pode usar, estatística da mente sã

Do vilão, do patrão, da chofer, da vilã
Quem é o próximo otário que morde a maçã?
Tu sabe entrei pro complô com algum monstro
Que te pôs na rua sem saída, lembre o ponto de partida
E lembre de cuidar da própria vida
Estrelas só são iguais olhando de baixo pra cima
Se bem me lembro eu sempre quero mais do que ontem
Cada amigo que ficou pra trás, me escute!
Mesmo sozinho, a nossa vida traz
Lembrança desses moleque, nunca é demais!
E a gente pode se ver
A gente pode se ver

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Haikaiss no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS