Guilherme Arantes
Página inicial > Romântico > G > Guilherme Arantes > Nossa Imensidão a Dois

Nossa Imensidão a Dois

Guilherme Arantes

A Desordem dos Templários


É só conforto
Tudo que há nas memórias que eu buscar
Lá no fundo as histórias nem são
Tão perfeitas como hoje parecem se cristalizar
Num caleidoscópio de ilusão

Nunca foi simples
No retrato precário que ficou
Tão borrado de lágrima e suor
Nenhum atalho nem elevador pra se pegar
Além da maciez da sua mão

Eu te amo
Eu te abraço em nossa imensidão a dois
Transpiração do aroma de uma paz

Eu te amo
Eu te abraço na transmutação do caos
Transpiração do aroma de uma paz

Vida tão íngreme
Cordas, grampos e pedras pra espetar
Cruz de pregos nos pés a nos prender
Destroços de naufrágios boiam pra nos apegar
Que eu não sei como eu cheguei aqui

O lema de hoje
Quero mais do que nunca dar valor
Mais do que todo sempre eu vejo
Nosso amor como uma construção de engenho e arte

Pra além da inspiração, eu te amo
Eu te abraço em nossa imensidão a dois
Transpiração do aroma de uma paz

Eu te amo
Eu te abraço na transmutação do caos
Transpiração do aroma de uma paz
Eu te amo

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Guilherme Arantes no Vagalume.FM

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS