Choro Molequinho

Guilherme Arantes


Cara amarrada de reprovação
não tô na estrada pela diversão
e você fecha o vidro assim
e pisa forte no acelerador
e o carro não sai do lugar
eu rio do seu mau humor
ah!, me desculpe eu vou morrer de rir
perdoa o riso feio, os pés no chão
não é tão fácil conviver
mas afinal o sinal já vai abrir
um segundinho ou dois já tanto faz
não é problema seu, ficou pra trás
não é preciso mais fugir do meu olhar
tentando acreditar,
tentando reagir,
tentando entender você...

e se uma lágrima cair
e antes que eu possa enxugar
e se o meu rosto refletir
no espelho
e aí você notar
enquanto o carro distancia
fica a estranha sensação
em plena luz do dia
um choro molequinho no seu coração

e se um nó na garganta incomodar
não vá pensar que é só malcriação
perdoa o riso feio, os pés no chão
não é tão fácil conviver
mas, afinal o sinal não demorou
um segundinho ou dois já tanto faz
não é problema seu, ficou pra trás
não é preciso mais fugir do meu olhar
tentando acreditar,
tentando reagir,
tentando entender você...
eu sei que não é fácil conviver...

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Guilherme Arantes no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS