É de Carroção

Grupo Ecos do Fandango


pra onde vou tem buraco tem pedreira
tem poeira pelas beiras
e eu não tenho caminhão
mas vou rodando te espero na encruzilhada
aguardo tua chegada
se tú vem de chevetão
ali no mais com destino a armada
tem até barraca armada na fazenda do pontão
no passo firme das juntas do boi brazino
o rodado canta um hino na subida do espigão

é de carroção que eu vou
é de carroção que eu vou
eu não gasto gasolina
pra buscar mina menina
nos bailes do meu rincão
é de carroção que eu vou
é de carroção que eu vou
se gasto uma quarta de milho
garanto não sai do trilho
muito melhor que avião

tem um sincerro amarrado no pescoço
bois de canga é um colosso
a buzina é um berro
já vou descendo a estradinha da chegada
os gritos da pionada
assim eles me esperão
no bailezito tem comida tem fartura
inté o clarão da lua
vem me espiar pela janela
o candeeiro aos poucos vai se apagando
um novo dia vem chegando
vou lembrar o nome dela

é de carroção que eu vou.......

Compositor: João Batista M Onorio Silvio A De Lima

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Grupo Ecos do Fandango no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS