Página inicial > Sertanejo > G > Grupo Acaba > Última Cheia

Última Cheia

Grupo Acaba


Choro vida de tabi criado sentando em porteira
Chora vida de tabi travado nos mares e chora a
Chora o buli esquecido
a lamparina de lata o passado se escrita

Minha parteira tatu
Chora ausência de iamanja
A tristeza de simira
O socorro de Rosalo
E as poesias de vitelina
Carrego os punhos
Os aços do castigo
As penas do papagaio
As cores da cara suja
A língua da gato Rita
O veludo da ariranha
O couro do jacaré
A barba do surubi
A escamas da piranha

Choro vida de tabi criado sentanda em porteira
Chora vida de tabi travado nos mares e chora a
Chora o buli esquecido
a lamparina de lata o passado se escrita

Minha parteira tatu
Carrego nos punhos o corte de araputanga
O sabor do jenipapo
O cheiro da laranjinha
A folha do veludinho
O fruto do apubai
A semente da água ponga
A queda do cambara
A fruta do jatobá

Chora ausência de iamanja
A tristeza de simira
O socorro de Rosalo
E as poesias de vitelina

Por isso eu quero sair
Deste palco sem aplausos
Em silencio meditado
Sem longe teatro
Com gente ao meu lado
Em espírito de oração

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Grupo Acaba no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS