Página inicial > Sertanejo > G > Grupo Acaba > Ciranda Pantaneira

Ciranda Pantaneira

Grupo Acaba


Carandá é uma planta
É planta do Pantanal
Carandá é um coqueiro
Coqueiro do Pantanal

Da folha sai abanico
Abanico pra abanar
Sai esteira pra deitar
Sai cavalo para brincar

Sai esteira pra deitar
Sai cavalo para brincar

(Grupo Acaba! Em busca da rez perdida
do casco do cavalo, um pedaço de poema
Na face pantaneira, um ponto de partida)

Quem conhece Carandá
Quem conhece camalote
Quem conhece Tarumã
É do Pantanal

Quem conhece Carandá
Quem conhece camalote
Quem conhece Tarumã
É do Pantanal

(Ser pantaneiro é sentir o cheiro da fruta
Nadar em águas barrentas, remar em águas correntes
Ser pantaneiro é a fuga da morte!
É a busca da vida)

Tem cheiro de camalote
Tem gosto de Tarumã

Tem cheiro de camalote
Tem gosto de Tarumã

Pantaneiro, chegou a hora de você cantar
Pantaneira, chegou a hora de você dançar
Me mostre essa ciranda
Nascida no Pantanal

Me mostre essa ciranda
Nascida no Pantanal

Marrequinha da lagoa
Tuiuiú do Pantanal

Marrequinha da lagoa
Tuiuiú do Pantanal

Marrequinha pega o peixe
Tuiuiú já vem tomar

Marrequinha pega o peixe
Tuiuiú já vem tomar

Marrequinha pega o peixe
Tuiuiú já vem tomar

Na beira de mil lagoas, vou remando minha canoa
Na beira de mil lagoas, vou remando minha canoa

Eu não passo dessa toa, sou molhado pela cheia
Eu não passo dessa toa, sou molhado pela cheia

Sou queimado pelo sol
Na beira de mil lagoas

Pipirá que vem subindo
Peixe grande vem atrás

Pipirá que vem subindo
Peixe grande vem atrás

Na flor deste camalote, meu canto não é de morte
Na flor deste camalote, meu canto não é de morte

Jenipapo é isca forte, pescador do Pantanal

Pantaneiro, chegou a hora de você cantar
Pantaneira, chegou a hora de você dançar
Me mostre essa ciranda
Nascida no Pantanal

Me mostre essa ciranda
Nascida no Pantanal

Sou burro pantaneiro
Sou vaca pantaneira

Sou burro pantaneiro
Sou vaca pantaneira

Na folha que a água leva
Leva o bem e leva o mal

Na folha que a água leva
Leva o bem e leva o mal

Eu sou burro pantaneiro
Sou fruta do Pantanal

Mas, onde nasce Carandá, não nasce Caraguatá
Onde nasce Carandá, não nasce Caraguatá

Onde tem Caraguatá, tem buraco de tatú
Onde tem Caraguatá, tem buraco de tatú

Onde tem Caraguatá, cavalo não pode andar

Pantaneiro, chegou a hora de você cantar
Pantaneira, chegou a hora de você dançar
Me mostre essa ciranda
Nascida no Pantanal

Me mostre essa ciranda
Nascida no Pantanal

Me mostre essa ciranda
Nascida no Pantanal

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Grupo Acaba no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS