• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Quanto medo de não ter
    a herança de um rei
    Quanto pranto em razão
    de um prestigio que não vem
    pra ser nome de uma rua
    ou ter a cara em bronze numa praça
    antes do fim

    Quando a vida fez sinal
    estava olhando para os pés
    Quanto tempo de atenção
    aos que falam sem saber
    nunca foi melhor amigo
    nem se emocionou nas despedidas

    Mesmo no fim
    preso em solidão
    longe do fim

    E então um dia parou
    mas não soube onde ir

    Veja o beijo que ganhou
    da mais bela do lugar
    quanta sorte vive bem
    mas seu jogo nunca deu
    Tal modelo forma chuva
    em seus dias de verão

    Perto do fim
    preso em solidão
    longe do fim

    Não foi capaz de sentir a dor de um não

    Quanto medo de não ter
    a herança de um rei
    Quanto tempo de atenção
    aos que falam sem saber

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Gram

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.