Habla Blah Blah (tradução)

Gláucia Ramos


Fale Blah Blah


Que você vá mais uma vez

Mas desta vez é para valer

Agora peço-lhe que tome as suas coisas

E que ao cruzar a porta não volte jamais


Você aquele que dizia me amar

Era eu a que chegou a te adorar

Agora eu sei que você contará milhares de coisas

Eu vou ser o mau da história


Fale blah blah de mim

Falar blah blah sobre mim, mim, mim


Diga o que quiser

Fale comigo

Siga meus passos eu vou lá fora

Diga o que quiser

Fale comigo

Que todos saibam o que está dentro de você


Voltarei eterna como uma lenda

Vou ser essa, já não a boa


Fale blah blah de mim

Falar blah blah sobre mim, mim, mim


Olhe para mim, eu não vou chorar

Eu te amei muito e agora você me dar igual

Eu já não o medo de perder você e eu te vejo

Como o covarde que você realmente é


Você aquele que dizia me amar

Era eu a que chegou a te adorar

Agora eu sei que você contará milhares de coisas

Eu vou ser o mau da história


Fale blah blah de mim

Falar blah blah sobre mim, mim, mim


Diga o que quiser

Fale comigo

Siga meus passos eu vou lá fora

Diga o que quiser

Fale comigo

Que todos saibam o que está dentro de você


Voltarei eterna como uma lenda

Vou ser essa, já não a boa


Diga o que você quiser!

Diga o que você quiser!



Diga o que quiser

Fale comigo

Siga meus passos eu vou lá fora

Diga o que quiser

Fale comigo

Que todos saibam o que está dentro de você


Voltarei eterna como uma lenda

Vou ser essa, já não a boa


Diga o que você quiser!

Habla Blah Blah


Que te vas una vez más

Pero esta vez sí será de verdad

Ahora yo te pido que saques tus cosas

Y al cruzar la puerta no regreses jamás


Eras tú el que decia amarme

Era yo la que llegó a adorarte

Ahora sé que contarás mil cosas

Que seré la mala de la historia


Habla blah blah de mí

Habla blah blah de mí, de mí, de mí


Di lo que quieras

Habla de mí

Sigue mis pasos que yo iré por ahí

Di lo que quieras

Habla de mí

Que todos sepan lo que hay dentro de tí


Vuelve eterna una leyenda

Voy a ser esa,ya no la buena


Habla blah blah de mí

Habla blah blah de mí, de mí, de mí


Mírame no voy a llorar

Te amé demasiado y ahora me das igual

Ya no temo perderte y te veo

Como el cobarde que eres en realidad


Eras tú el que decia amarme

Era yo la que llegó a adorarte

Ahora sé que contarás mil cosas

Que seré la mala de la historia


Habla blah blah de mí

Habla blah blah de mí, de mí, de mí


Di lo que quieras

Habla de mí

Sigue mis pasos que yo iré por ahí

Di lo que quieras

Habla de mí

Que todos sepan lo que hay dentro de tí


Vuelve eterna una leyenda

Voy a ser esa,ya no la buena


¡Di lo que quieras!

¡Di lo que quieras!



Di lo que quieras

Habla de mí

Sigue mis pasos que yo iré por ahí

Di lo que quieras

Habla de mí

Que todos sepan lo que hay dentro de tí


Vuelve eterna una leyenda

Voy a ser esa,ya no la buena


¡Di lo que quieras!


Compositor: Paulino, Samo, Gloria Trevi

Letra enviada por ForeverMusic

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS