Página inicial > Forró > G > Glaubert Santos > O longe é perto

O longe é perto

Glaubert Santos


O longe é bem ali
Basta pegar o trem na estação do sonho
Tirar da alma aquilo que não for risonho
E não pensar me nada que não seja a paz
O longe é bem ali
fica na beira da estrada da canção
Lá na ladeira do terreiro da emoção
Fica na curva em que o sol inventa a luz

Fica ali logo depois do roçado da esperança
Onde os homens têm sorrisos de criança
Num povoado a que a gente chama amor
Quando avistar, pode brincar, pode sorrir, pode cantar
Olhar pro céu, beber um pouco do luar
Que o longe já chegou e ele é aqui

O longe é bem ali
fica mais perto do que todo mundo pensa
É a verdade de mãos dadas com a crença
É onde o povo sabe o que é ser feliz
O longe é bem ali
é o paraíso de quem sempre faz o bem
É o encontro de quem foi e de quem vem
Onde se goza da alegria que se faz

Fica ali logo depois do roçado da esperança
Onde os homens têm sorrisos de criança
Num povoado a que a gente chama amor
Quando avistar, pode brincar, pode sorrir, pode cantar
Olhar pro céu, beber um pouco do luar
Que o longe já chegou e ele é aqui

Compositor: Xico Bezerra

Letra enviada por Vanessa Vieira

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Glaubert Santos no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS