Página inicial > Regional > G > Gildo de Freitas > Matando a Saudade

Matando a Saudade

Gildo de Freitas


Eu deixei minha querência quando era novo de idade
Mas me apertou a saudade e hoje me traz de regresso
Viajando pelo mundo agora volto de novo
E para alegrar meu povo eu escrevi estes versos

Venho matar a saudade dos pais, irmãos e padrinhos
E também dos bons vizinhos que a saudade me devora
Sei que vocês também sofrem por haver retirado
Alô meu torrão amado eu estou chegando agora

Trago em minha companhia sempre esta mesma dama
Que é uma cordeona para fazer serenata
Quero rever as carreiras e as festanças de domingo
De vez aguachar meu pingo que fica alegre de pata

Quero fazer uma visita no rancho dos meus amigo
Que trabalharam comigo no meu tempo de infância
Eu ganho bem, mas não gosto desta vida
Prefiro voltar pra lida e trabalhar na mesma estância

Compositor: Zezinho / Gildo de Freitas

Letra enviada por nelson de campos

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Gildo de Freitas no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS