Ladainha

Gilberto Gil


Festa de morto é ladainha
Medo de vivo é solidão
Luto por amor e morro
De facas no coração

Em campos sem travesseiro
Estou cercado de inimigo
Cada qual mais preparado
Intriguento e arruaceiro

Chove chuva e aguaceiro
Chove chuva e aguaceiro

Só sinto frio na alma
Estou vazio de sentimento
Não sinto água no corpo
Nem amor, nem ferimento

Chove chuva e aguaceiro
Chove chuva e aguaceiro

O vivo morreu cercado
De muita luta e alegria
Seu sorriso agora é nuvem
Sua festa, ladainha

Seu amor, cama vazia
Numa varanda do céu
Seu amor, cama vazia
Numa varanda do céu

Compositor: Letra: Capinan / Música : Gilberto Gil

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Gilberto Gil no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS