• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Quando você for convidado pra subir no adro da Fundação Casa de Jorge Amado
    Pra ver do alto a fila de soldados, quase todos pretos
    Dando porrada na nuca de malandros pretos
    De ladrões mulatos
    E outros quase brancos
    Tratados como pretos
    Só pra mostrar aos outros quase pretos
    (E são quase todos pretos)
    E aos quase brancos pobres como pretos
    Como é que pretos, pobres e mulatos
    E quase brancos quase pretos de tão pobres são tratados
    E não importa se olhos do mundo inteiro possam estar por um momento voltados para o largo
    Onde os escravos eram castigados
    E hoje um batuque, um batuque com a pureza de meninos uniformizados
    De escola secundária em dia de parada
    E a grandeza épica de um povo em formação
    Nos atrai, nos deslumbra e estimula
    Não importa nada
    Nem o traço do sobrado, nem a lente do Fantástico
    Nem o disco de Paul Simon
    Ninguém
    Ninguém é cidadão
    Se você for ver a festa do Pelô
    E se você não for
    Pense no Haiti
    Reze pelo Haiti

    O Haiti é aqui
    O Haiti não é aqui

    E na TV se você vir um deputado em pânico
    Mal dissimulado
    Diante de qualquer, mas qualquer mesmo
    Qualquer qualquer
    Plano de educação
    Que pareça fácil
    Que pareça fácil e rápido
    E vá representar uma ameaça de democratização do ensino de primeiro grau
    E se esse mesmo deputado defender a adoção da pena capital
    E o venerável cardeal disser que vê tanto espírito no feto
    E nenhum no marginal
    E se, ao furar o sinal, o velho sinal vermelho habitual
    Notar um homem mijando na esquina da rua sobre um saco brilhante de lixo do Leblon
    E quando ouvir o silêncio sorridente de São Paulo diante da chacina

    111 presos indefesos
    Mas presos são quase todos pretos
    Ou quase pretos
    Ou quase brancos quase pretos de tão pobres
    E pobres são como podres
    E todos sabem como se tratam os pretos
    E quando você for dar uma volta no Caribe
    E quando for trepar sem camisinha
    E apresentar sua participação inteligente no bloqueio a Cuba
    Pense no Haiti
    Reze pelo Haiti

    O Haiti é aqui
    O Haiti não é aqui

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Gilberto Gil

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.