Genival Lacerda
Página inicial > Forró > G > Genival Lacerda > Presente de Nordestino

Presente de Nordestino

Genival Lacerda

Para Sempre: Genival Lacerda


Óculos na cidade de são paulo
É quem nem ouro em serra pelada
Em cada esquina é uma banca e um caboclo
Dizendo: compre seu moço, que é enfeitar a cara.

E foi por isso que eu comprei pra josefina
E mandei lá pra petrolina um óculos bem colorido
Ela mandou um telegrama perguntando
Pra que serve essas ruelas e esses dois cacos de vidro.

E eu falei: é só abrir as pernas dos óculos, que parece até binóculo
Não vai levar topada, que é pra não quebrar os óculos
É só abrir as pernas dos óculos, que parece até binóculo
Mas não vai levar topada, para não quebrar os óculos.

Hoje eu recebi uma má notícia
Tenho certeza que o romance acabou
Pois me contaram que ela bebe até cachaça
O pai expulsou de casa, a mãe amaldiçoou.

Perdi zefina, me enchi de inimigo
O primo dela e o irmão dela diz que vão brigar comigo
E estão botando a culpa em cima de mim
Por causa das pernas dos óculos, que eu expliquei como abria.

Ela errou: é só abrir as pernas dos óculos, que parece até binóculo
Não vai levar topada menina, que é pra não quebrar os óculos
É só abrir as pernas dos óculos, que parece até binóculo
Mas não vai levar topada, para não quebrar os óculos.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Genival Lacerda no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS