Biografia

General Tequila

A General Tequila surgiu da união de cinco músicos que decidiram tocar na noite pra ganhar um troco - aquele velho esquema que todo músico faz pra sobreviver. Devido às variadas influências de cada um, uma verdadeira mistureba inusitada que vai desde o pop dos anos 80 até o metal progressivo, o repertório foi ficando cada vez mais inusitado e variado, e os shows foram pintando numa seqüência frenética, o que fez amadurecer a idéia de começar a investir nas suas composições próprias. Fazendo sucesso na noite da Baixada Santista, a GT (como é carinhosamente chamada pelos fãs) conseguiu chamar a atenção de um conhecido produtor, Carlos Roberto Piska (ex Casa das Máquinas). Gravaram então seu CD, e numa atitude corajosa, decidiram desencanar do sonho-modelo de assinar com uma gravadora, pra enfrentar a barra de cair no mercado independente, devido à dura realidade do mercado fonográfico atual. Era hora dos rapazes largarem tudo: empregos, faculdades, baladas, viagens e às vezes até o futebol de fim de semana, pra literalmente correr atrás da bola. A banda tem como meta principal fazer shows, e trata todo o processo autoral de maneira que isso seja o foco: divulgar as músicas e desencanar de lucro com venda de CDs ou mp3; levar seu som pra onde tiver espaço e mostrar que a GT é mesmo uma banda de palco - que faz ao vivo o que faz no estúdio, sem trucagens e nem "atalhos". Os quase 8 anos de experiência tocando ininterruptamente na noite, e as casas sempre lotadas são a prova cabal disso. Atualmente, a música "ME FAZ VIVER", do primeiro EP lançado em Dezembro de 2006 (e que vendeu mais de 1000 cópias em menos de 30 dias) ainda rola nas rádios locais da Baixada Santista, em algumas rádios da capital paulistana e grande São Paulo, assim como no Sul e no Nordeste do Brasil. Formação: Cassio GT (Vocal), Andy (Guitarra), Junior Zero (Baixo), Pedro (Bateria), Adolfo (Teclados e Samplers). Influenciados de bandas como U2, Foo Fighters, Van Halen, Incubus, Red Hot Chili Peppers, e outras do cenário mais atual. As músicas tem como ponto forte a honestidade e a sinceridade ao tratar de temas como as dúvidas de quem está saindo da adolescência e pisando no mundo "adulto", não tendo a certeza de nada, mas com otimismo - e essa é a mensagem que a banda se preocupa em transmitir. As letras são bem diretas - estilo "tapa na cara", sem trabalhar muito na subjetividade, mas sempre tentando fugir do óbvio, e principalmente, sem atrelar a imagem da banda à nada. O som da GT não se prende à bandeira alguma: se encaixa em várias situações e momentos.

Redes Sociais

FOTOS

MIX DE MÚSICAS

ÁLBUNS

    ARTISTAS RELACIONADOS