Gente Ruim

Gangrena Gasosa

Gente Ruim Só Manda Lembrança Pra Quem Não Presta


Ih, chegou o mais malandro
Alta carga de onda errada
Na base do simidão
Cheio de caô
Pimenteira secô
Olha dentro do teu olho
E te chama de irmão

É o famoso 'abacard'
Sempre muito carente
Sofre muita injustiça
Tudo muito comovente
Te pede logo um dinheiro
Diz que é muito parceiro
E te atrasa ali na frente

Gente ruim só manda lembrança
Pra quem não presta
Gente ruim

Safado, maldito, lazarento
Mequetrefe, calhorda, néscio
Acha que é onda ser picareta
Canalha, tratante, pilantra
Muquirana, cabrunco, fuleira
Só sossega quando te vê na sarjeta

Porra lá vem esse encosto
Acha que vencer na vida
É na base da pernada
Judaria incansável
Mania miserável
De querer dar um preju
Em quem nunca lhe fez nada

Frequenta tua casa
Depois quer meter o loco
Tá ligado que pra judas
A vala é muito pouco

Faz tua caveira por trás
Fala que não é racista
E emenda a frase com 'mas'
Mete a porrada nos filhos
E vai pra orla da praia para pedir paz
Mete bronca de ladrão
Com quem também tá fudido, pegando condução
Teu nome bem dobradinho
No pé do cramulhão!

Gente ruim só manda lembrança
Pra quem não presta
Gente ruim

Compositor: Letra: Angelo Arede; Música: Angelo Arede, Minoru Murakami, Ge

Letra enviada por Angelo Arede

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Gangrena Gasosa no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS