Arizé

Gangrena Gasosa


Sou Caboclo Zé Pelintra Nego do pé derramado
Quem mexer comigo tá doido ou tá danado

Quem mexer com Zé Pelintra lá querendo ser defunto
Zé Pelintra é sangue ruim e o corpo dele ferve muito
- Seu doutor, seu doutor, seu doutor bravo senhor
Zé Pelintra já chegou seu doutor bravo senhor
Zé Pelintra ou o Boi Manhoso, ninguém sabe quem é o pior
Zé Pelintra é poderoso e toca horror no catimbó
- Se não queria o Zé Pelintra, por que é que convidou?
Seu doutor, seu doutor, seu doutor bravo senhor

Zé Pelintra é fome, é desemprego e miséria
É a doença sem cura, é a gangrena venérea
Zé Pelintra é o caos, Zé Pelintra é o fim
É mandinga que aleija, é só coisa ruim
É se afundar na cachaça e morrer indigente
É problema no parto, é um filho deficiente
É a perda, é o roubo, é a desgraça financeira
É o vício é o tóxico, é nada na geladeira

É gente querida que morre, é a perna que inflama
E o teu pior inimigo deitado na tua cama
É a queda do trem, é gravidez abortada
E leito de hospital, felicidade que acaba

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Gangrena Gasosa no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS