Voyeur

Gal Costa

Hoje


Voyeur,
Eu vou seguindo vocĂȘ,
Na sua dança, na sua leveza;
Estender
Meus olhos sobre vocĂȘ,
E assim vou descobrindo a beleza;
Colher,
No meu cantinho de terra,
A flor que nasceu por vocĂȘ.
Vem ver
Meu coração bater por vocĂȘ.

Arder
No poro, no pelo, na pele
De tudo que saia da sua presença;
Doer,
Se nĂŁo responde ao recado,
Se nĂŁo me dĂĄ sua correspondĂȘncia.
Quem lĂȘ
No meu mais Ă­ntimo plano
Onde Ă© que se esconde vocĂȘ,
Vai ver
Meu coração bater por vocĂȘ.

Vem ver, vem ver
Meu coração bater por vocĂȘ.

Vem me dar carinho,
Vem fazer lelĂȘ,
Vem me dar um cafuné,
Me fazer um chazinho.
Corda que amarrou, cobra que picou,
Sede nĂŁo secou, alma desandou.
E leia na minha mĂŁo
O seu nome na linha da vida
Que corre atrĂĄs de vocĂȘ.

Vem ver, vem ver
Meu coração bater por vocĂȘ.

Compositor: PĂ©ri

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂșsica

Ouça estaçÔes relacionadas a Gal Costa no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS