Página inicial > MPB > G > Gal Costa > Puro Sangue (Libelo do Perdão)

Puro Sangue (Libelo do Perdão)

Gal Costa

A Pele do Futuro


Sou o sopro da manhã
na direção do sol
do novo azul que se levanta
Sou o olhar que libertou
a luz de todo amor
a espada mais cortante e santa
Sou o avesso do poder
que o mundo quer fazer
que tudo ande pra trás
e a vida obedecer
em ritos ancestrais
de puro sangue

Sou o libelo do Perdão
escrito pela mão
sagrada do Avatar
que está em todo lugar
e a todo tempo
dentro de nós

Vem cantar
que os astros
são nossos sonhos
Vem cantar
que ninguém há de secar
a alegria de escolher
qual a fonte dos nossos desejos
Vem
que os astros

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Gal Costa no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS