Página inicial > MPB > G > Gal Costa > Abre-Alas do Verão

Abre-Alas do Verão

Gal Costa

A Pele do Futuro


Moça, seja forte
Tretas sempre têm
Ok, a morte é certa
Mas a vida também
Infernos, invernos
Infernos, então
Que tudo isso seja
O abre-alas do verão

Que ilumina agora o dia
Que ilumina agora o dia
Que ilumina agora o dia
Que ilumina fora agora o dia

Digno de pena ali
Distante do bando
Junta toda pena
Faz asa vá voando
Dura essa tristeza
A pobreza em si
Que nada disso apague
O brilho que há em ti

Que ilumina agora o dia
Que ilumina agora o dia
Que ilumina agora o dia
Que ilumina fora agora o dia

Por mais densa que a noite seja
Vem um novo dia veja
Aurora agora é bela
Até a planta lacrimeja
No momento mais doce
Pra desatar os nós
O encontro sagrado
Do silêncio com a voz

Que ilumina agora o dia
Que ilumina agora o dia
Que ilumina agora o dia
Que ilumina fora agora o dia

Compositor: Erasmo Carlos e Emicida

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Gal Costa no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS