Página inicial > Sertanejo > G > Gabriel Reis > Não Me Dou Por Vencido

Não Me Dou Por Vencido

Gabriel Reis


Sigo Calado, eu sou como um menino dormindo
Que pode despertar com apenas um ruido
Você não espera, você nem imagina
Que o meu amor por ti é alem do infinito
E eu te digo aos gritos, e você ri e me deixa como um louco atrevido
Pois não sabe quanto tempo em meu sonho tem vivido
Não sabe quanto eu te esperei

Eu não me dou por vencido
Eu quero o mundo contigo
Juro que vale a pena esperar, esperar, esperar um suspiro
Como sinal do destino
Não me canso, não me rendo, Não me dou por vencido

Tenho uma flor em meu bolso, triste a esperar uma mulher que me queira
Que receba seu perfume até chegar na primavera
E me ensine o que eu não aprendi na vida
Quero te amar cada dia
Porque sei que estou um passo de encontrar minha alegria
Porque o coração levanta uma tormenta enfurecida
Desde aquele dia em que eu te vi

Eu não me dou por vencido
Eu quero o mundo contigo
Juro que vale a pena esperar, esperar, esperar um suspiro
Como sinal do destino
Não me canso, não me rendo, Não me dou por vencido

Este silencio esconde um mar de tantas palavras
Não me defino, passe o que passe seguirei

Eu não me dou por vencido
Eu quero o mundo contigo
Juro que vale a pena esperar, esperar, esperar um suspiro
Como sinal do destino
Não me canso, não me rendo, Não me dou por vencido

Juro que vale a pena esperar, esperar, esperar um suspiro
Como sinal do destino
Não me canso, não me rendo, Não me dou por vencido

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Gabriel Reis no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS