Página inicial > G > Gabriel Lou > Psicofalível

Psicofalível

Gabriel Lou


Ei que estou
Em paranóias psicodélicas
De idéias velhas
Vidas novas
Mesmas mazelas
Cinza e aquarelas
Ainda vive aquele que chorou
Mas por dentro ninguém ta vivo
Então acende a vela

Em meio ao caos, buscando respostas
De uma vida sem perguntas
E isso é o que mais me sufoca
Prédios tão maiores que as ocas
Mas dessa natureza, ja aprendi
Só a vaidade brota

Aperto o peito pra trazer perto
A mesma paz de quando nois sorria pro deserto, djow
Nossas ruas ainda são as nossa casas
Verás que ser do bem só traz gente de bem pra perto, brow

Num voar de longo alcance
Ao que difere de atingir expectativas
Que não te ferem

Aderem em série
O contexto da série
Se positivo te insere
O seu valor não altere

Somos todos ciclos
Circuncizados, propositalmente afastados
Todos separados em dados
Sabem a força dos nossos calos
Sabe a lua da noite que calo
O quanto a vida é injusta comigo!

E eu sou injusto de reclamar
Acordo mais ou menos cedo e sempre tenho o que janta
Mas a volta do mundo pode ser ao nosso favor
Desde que nos juntemos pra empurrar (bem)

Vejo sombras rastejando espelhando o seu guia
Todos olham, todos temem
E poucos dão bom dia
Fita, eu quero um pouco mais de alegria, ver a multidão andar na rua em harmonia

Subverso ao padrão comportamental
Intuitivo ao selo que impede o mal
Vai saber se existe a tal viagem astral
Já basta a realidade pra tirar a gente do normal

Meu eu oculto
Sobre o que escuto
E sinto. Risco
Psico falível
Luar depressivo
De momentos felizes
E fechar de punhos
Pra seguir em busca
De um futuro bonito
E medonho

Na fuga do labirinto
Luz espacial, me guia o instinto
Formatos no ceu ao caminho que sigo
No centro de dentro de desde o inicio. Seu ato confirma o seu compromisso
Intuição me sopra mano
Não ingnore o aviso

Letra enviada por Gabriel Quinelato Nascimento

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Gabriel Lou no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS