Samba-Enredo 2008

G.R.E.S. Unidos da Tijuca


“Vou juntando o que eu quiser, minha mania vale ouro. sou Tijuca, trago a arte colecionando o meu tesouro”

Cada objeto, uma história pra contar
Vivo a aventura de outra vez eternizar
Tijuca, coleciona na Avenida
Emoções pra toda vida
Um tesouro singular
Meu pavão em destaque na "exposição", resgatou
Relíquias do tempo que o sentimento "guardou"
Olhar inocente
Embala "boneca" - criança
Um sonho menino, "guiando" destino,
Eterna lembrança

O teu manto é minha proteção
"Amuleto" ouro e azul, é a minha luz!
Cristalina fonte de poder
"Pequeno ser" que me conduz

O tempo que passa, valoriza a arte
E faz acender
A chama que arde,
Buscar a verdade, e reaprender
A "plantar" cultura em um jardim
E assim ver florir
Com a luz de cada geração, nova civilização
Passos de nossos ancestrais
Traços de mestres imortais
"Salões do passado", presente riqueza,
"Chave" do futuro com certeza

Dá um show Tijuca,
Outra "nota" dez pra colecionar
E "selar" tua vitória,
A "peça" que falta pra te completar

Compositor: Júlio Alves, Sereno, Beto Lima, Paulo Rios, Sóstenes

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a G.R.E.S. Unidos da Tijuca no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS