Samba-Enredo 1996

G.R.E.S. Tradição


Eu vou deixar rolar
Bebemorar nesta folia
Na onda de Dom João
Que trouxe na embarcação toda alegria
Mas por aqui o índio bebia seu cauim
O negro no engenho preparava
Da cana-de-açúcar à cachaça
Na evolução e indústria surgiu
Fez chopp em garrafa, tirou do barril
Bebida que a massa tão logo aderiu, ô
E hoje é a preferida do Brasil
Bota o copo, eu tomo um copo, meu amor!
Da pretinha, da lourinha, vem que eu vô! (bis)
Mais um copo eu bebo logo, eu tô que tô ô!
Da ruiva também quero, sim sinhô!

No vira-vira eu vou
Apostar pra não perder
No cabelo da menina
Também uma simpatia pro leite do bebê
Bem geladinha, cerveja em qualquer lugar
Faz bem pra comemorar num fim de semana
Tem sempre a saideira
Na praia ou no futebol
Lá vem minha companheira

É Carnaval! Eu vou! Eu vou! Eu vou!
Vou festejar, curtir, sacudir! Sacudir! (bis)
Sou Tradição, sou raça
Numa cerva bem gelada, na Sapucaí

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a G.R.E.S. Tradição no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS