Samba-Enredo 1992

G.R.E.S. Tradição


Hoje
O meu coração se encanta
Tradição se agiganta
Para decantar
Essa apoteose de beleza
Obra da Mãe Natureza
Gerou do fundo do mar
Um mistério em maravilhas sem igual
Faz a primavera multicor
Exala sensibilidade
Em todo o seu esplendor
Enaltece a paisagem
É razão dos meus ais
Uma sensação de liberdade
Devia ser o símbolo da paz
Voa, voa, colibri
Lado a lado, flor em flor
Mas deixe um pouco pra mim
Desse néctar do amor (bis)
Voa perto da alegria
Rumo à felicidade
Vai buscar quem mora longe
Pra matar minha saudade

É tempo
De começar a refletir
A mão que pode destruir
Também serve pra plantar
Pois as flores
Dão à vida mais encanto
Enfeitando os quatro cantos
Desse reino de Oxalá
Inspiração para canções e poesias
É um gesto carinhoso
E ameniza qualquer dor
Uma das sete maravilhas desse mundo
Sentimento mais profundo
Que ao Éden perfumou

Odoyá, Yemanjá
Trago oferendas para lhe presentear (bis)
Abençoe o meu sonho mais sonhado
E minhas flores para o seu lindo reinado

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a G.R.E.S. Tradição no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS